Categoria: Farmacêutica

SEMINÁRIO DE SAÚDE: Aprender com a crise, para transformar o setor da saúde

SEMINÁRIO DE SAÚDE: Aprender com a crise, para transformar o setor da saúde
O setor da Saúde tem enfrentado desafios sem precedentes. Gestão, logística, humanismo e equilíbrio foram alguns dos fatores postos em causa pela pandemia provocada pela Covid-19.
Num momento em que as incertezas se mantêm, o setor transformou-se e a adaptação rápida é indispensável.
No próximo evento online da GS1 Portugal dia 15 de julho, serão debatidas, por oradores de referência, as aprendizagens até ao momento, após um período de vários desafios, e de que forma podemos transformar, e até antecipar, o dia-a-dia de um setor que lida, diariamente, com vidas humanas. 
Inscrições gratuitas aqui.

Declaração do Porto

Declaração do Porto
Esta manhã dia 3 de maio, 23 instituições da Saúde da Europa assinaram, no Palácio da Bolsa do Porto, a “Declaração do Porto”.
O documento de consenso integra 19 pontos de entendimento sobre o valor da Pessoa e da Saúde e exorta as instituições europeias a contribuir para Sistemas de Saúde mais inclusivos, mais focados nas pessoas e na promoção da saúde, mais resilientes, mais sustentáveis e mais inovadores.
A “Declaração do Porto” é subscrita por 23 associações e instituições privadas da saúde, das áreas da investigação, produção e desenvolvimento, indústria farmacêutica, distribuição farmacêutica, farmácias, indústria de dispositivos médicos, prestadores de ambulatório, hospitais, seguradoras, provedores em áreas essenciais como as tecnologias de informação e comunicação e os equipamentos médicos pesados.
Posteriormente, a “Declaração do Porto” será remetida ao Parlamento Europeu, ao Conselho da União Europeia e à Comissão Europeia.

WEBINAR | PRR: Um motor da transformação do setor da saúde?

WEBINAR | PRR: Um motor da transformação do setor da saúde?
Realiza-se no próximo dia 6 de abril o webinar “PRR: Um motor da transformação do setor da saúde?” organizado pela Deloitte.
Este webinar pretende dar a conhecer as oportunidades e apoios que vão existir para as organizações do setor da saúde e como estes poderão ser o motor da transformação do setor.
Mais informações aqui.

CESIF: Programas de Especialização Indústria Farmacêutica

CESIF: Programas de Especialização Indústria Farmacêutica
Divulgamos os novos Programas Abertos de Especialização (PAE) organizados pelo CESIF dirigidos a todos os profissionais do setor Farmacêutico que desejem desenvolver as suas competências.
Estes programas são adaptados às necessidades reais das organizações relacionadas com o setor da saúde e são lecionados por profissionais especializados. Os programas previstos para os meses de novembro e dezembro realizados presencialmente ou por streaming:
– PAE de Farmacoeconomia e Acesso ao Mercado (17 novembro);
– PAE de Digital Leadership in Healthcare (24 novembro);
– PAE de Farmacovigilância (4 dezembro).
Para mais informações, consulte o folheto informativo abaixo.

União Europeia da Saúde

União Europeia da Saúde
A Comissão Europeia anunciou ontem a constituição da “União Europeia da Saúde” com o objetivo de reforçar o quadro de segurança sanitária da UE e reforçar o papel das principais agências europeias em termos de preparação e resposta a situações de crise e pandemias.
As medidas apresentadas pressupõem um novo regulamento relativo a ameaças sanitárias transfronteiriças graves e pretende, assim, reforçar o grau de preparação e vigilância, melhorar a comunicação de dados e permitir uma maior coordenação e desenvolvimento, armazenamento e aquisição de produtos caso seja declarada uma situação de emergência.
Para além disso, esta proposta europeia pretende reforçar o papel das principais agências europeias na preparação e resposta a situações de crise, como o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e a Agência Europeia de Medicamentos (EMA).
Leia o comunicado de imprensa da Comissão Europeia aqui. 

Instituições privadas da saúde e associações de doentes assinaram protocolo para melhoria do acesso aos cuidados de saúde

Instituições privadas da saúde e associações de doentes assinaram protocolo para melhoria do acesso aos cuidados de saúde
Membros do Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP e 70 Associações de Doentes assinaram ontem, dia 11 de novembro, um protocolo que define medidas para garantir e melhorar o acesso das pessoas com doenças aos Cuidados de Saúde.
Este protocolo prevê a adoção de medidas que resultam de objetivos comuns como a promoção da humanização dos cuidados de saúde, aproximação dos cuidados de saúde aos cidadãos e também a garantia de qualidade e segurança dos serviços de saúde.
O documento é composto por 13 medidas, destacando-se “a criação de um plano de recuperação específico”, “a criação de um Serviço de Apoio ao Doente” e “o auxílio especial a todas as pessoas que dele necessitem”.
As Farmácias, em estreita colaboração com o setor da distribuição, irão “estudar mecanismos de suporte ao serviço de entrega de medicamentos ao domicílio pelas farmácias” e a Indústria Farmacêutica e a Indústria dos Dispositivos Médicos comprometem-se a desenvolver “programas de apoio aos doentes” que permitam reforçar um serviço diferenciado.
Mais informações aqui. 

Já disponível o Novo Sistema de Informação para Dispositivos Médicos (SIDM)

Já disponível o Novo Sistema de Informação para Dispositivos Médicos (SIDM)
Desenvolvido pelo Infarmed, no âmbito do programa SIMPLEX, o novo Sistema de Informação para Dispositivos Médicos (SIDM) já se encontra disponível. O principal objetivo deste novo sistema é continuar a garantir que os dispositivos médicos existentes no mercado nacional respeitam os requisitos regulamentares de qualidade, segurança e desempenho.
De acordo com o INFARMED, o sistema de informação foi atualizado de forma a otimizar a gestão de informação relacionada com estes dispositivos, agilizando e simplificando o processo de registo, bem como as tecnologias que o suportam.
O Infarmed revela que este novo sistema vai facilitar e promover o registo de dispositivos médicos por parte dos operadores económicos, aumentando a transparência e tornando pública toda a informação de registo residente no Infarmed, e agilizar as atividades de fiscalização.
Além da componente de registo, o SIDM é composto por outras duas outras áreas de acesso público, disponíveis na área de serviços online da página do Infarmed: o infoDM, que permite a pesquisa pública dos dispositivos médicos registados no Infarmed; e o Reporte, área que permite, de forma centralizada e facilmente acessível, a notificação de problemas com produtos de saúde (dispositivos médicos e cosméticos).
Com este novo sistema é promovida a simplificação no registo de dispositivos médicos, com o modelo de registo único, promovida a transparência no setor com a divulgação de informação sobre os dispositivos comercializados em Portugal e agilizada a comunicação pelos utilizadores de problemas com produtos de saúde.
Assista ao vídeo explicativo do Infarmed.

NÃO ESPERE. DEFENDA A SUA VIDA.

NÃO ESPERE. DEFENDA A SUA VIDA.
Desde o início de outubro que a campanha “Não Espere. Defenda a sua Vida” lançada pelo Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP está no ar.
Esta campanha está a sensibilizar a população para a importância de, em caso de doença, os cidadãos procurarem sempre aconselhamento e ajuda junto dos serviços saúde. É fundamental que os cidadãos continuem a comparecer em consultas e exames previamente marcados e garantir a continuidade dos tratamentos em curso.
O cumprimento das boas práticas de saúde pública e medidas de etiqueta respiratória, de higienização e de distanciamento social continua a ser garantido.
Partilhe os seus testemunhos através da plataforma do projeto e do hashtag #NãoEspere.
Mais informações aqui.

Campanha Europeia – #MEDSAFETYWEEK

Campanha Europeia – #MEDSAFETYWEEK
A GROQUIFAR divulga a iniciativa internacional #MedSafetyWeek, à qual o INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P. se associa com o objetivo de dar uma maior visibilidade à importância da notificação de reações adversas a medicamentos por cidadãos e profissionais de saúde.
Esta campanha teve início ontem, dia 2 de novembro, e decorre até ao dia 8 de novembro, contando com a participação de 75 países.
Em Portugal, poderá notificar reações adversas a medicamentos no portal RAM no website do Infarmed.